16 maio 2014

Educar é um ato de amor diário

  
 
 
A construção da visão que o ser humano tem do mundo parte também do contexto que a família passa para a criança, das informações obtidas, da música que é ouvida, dos lugares que são visitados. Todas essas vivências são recebidas, e naturalmente, selecionadas na cabecinha das crianças. Por isso é importante os pais sempre observarem o que elas recebem de informação e o que tem qualidade suficiente para fazer parte do cotidiano delas.
Antes das férias sempre há um planejamento da família sobre qual é o melhor lugar para viajar com crianças ou os melhores passeios, é importante também pensar que além da diversão, cada lugar pode oferecer também um aprendizado, basta saber olhar.
As horas livres ou de férias, os dias de viagens com as crianças são também momentos de experiências que perduram na memória afetiva dos pequenos e por isso é hora de aprender. A educação e o respeito ao próximo podem ser desenvolvidos com exemplos diários nesses momentos de lazer e diversão da mesma maneira como em sala de aula. Respeitar a natureza, jogar lixo no cesto, ser um turista consciente e respeitar a cultura local são atitudes que fazem toda a diferença.
Ainda mesmo quando na pequena infância, ao chegar o período da idade escolar muitas transformações surgem na cabecinha da criança, que pela primeira vez vai lidar com pessoas diferentes das que é acostumada e criar desde então as relações sociais de convivência.
É muito importante os pais saberem que esse tempo é um período de desafios internos e que a criança precisa de atenção e valorização de todos os passos dados nas conquistas diárias. A primeira tarefa escolar, os primeiros resultados, os jogos, as novas palavras, o primeiro livro de gravuras, as primeiras letrinhas escritas etc.
Com o desenvolvimento natural do aprendizado o aluno vai galgando mais espaço e confiança, mas para isso a base dada pelos pais é tão relevante quanto a estrutura que ele encontra na escola. E tudo isso reflete como dito acima, no olhar sobre o mundo e nas relações com as pessoas em diferentes locais. Encarar desafios também ajuda no crescimento individual, fazer um intercâmbio, viajar e estar diante de novas situções atua no amadurecimento e sempre é válido.
Cada tempo é um exercício de convivência que começa no ensino infantil e segue até o período dos cursos de faculdade, onde ali o estudante vai construir sua formação profissional e cidadã. E a levará para o convívio social, às vezes, tão frágil nos dias de hoje. Por isso é importante investir na formação de cada indivíduo para fazermos juntos um mundo melhor.


Você ensina seu filho(a) ser um cidadão(ã)?

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

DEVOCIONAL DIARIO:

Hora:

Loading...